BUSCA     FAÇA SUA BUSCA
BUSCAR
+    AVANÇADA
Marketing sensorial: os 5 sentidos na experiência de loja
Imagine passar por uma loja e sentir um aroma que é um verdadeiro convite a entrar. No interior, as luzes tornam o lugar aconchegante e uma música suave, de fundo, preenche o local. A pessoa senta numa poltrona superconfortável e, quando menos espera, é recebida com um café delicioso. É o marketing sensorial explorando ao máximo os sentidos do cliente.

Por mais que pareçam naturalmente acolhedoras, experiências assim costumam ser resultado de muita estratégia. Com os benefícios do marketing sensorial, a identidade da marca pode ser transmitida por estímulos que envolvem visão, olfato, audição, tato e paladar. 

Pensando nisso, preparamos cinco dicas para conduzir o consumidor a viver uma experiência diferenciada no ponto de venda: 

Amor à primeira vista
A visão é um dos sentidos mais explorados pelo marketing, mas nem sempre o investimento vai além do básico. Em 2011, a Lacoste lançou uma linha de roupas para o público jovem, com idade de 15 e 25 anos, mesclando a identidade da marca com arte urbana. Para atrair esse novo perfil de consumidor, a empresa francesa trocou manequins por painéis magnéticos e araras giratórias. E mais: o chão das lojas foi forrado com adesivos coloridos, criando uma atmosfera de quadra esportiva. Tudo para que os clientes se sentissem em qualquer lugar divertido, menos em uma tradicional loja de roupas. 

Investir no aroma próprio
O olfato é poderoso no marketing sensorial. Isso porque o sentido está intimamente ligado a emoções e memórias. Para explorar todo esse potencial, a dica é investir num aroma próprio, que reforce o posicionamento da marca.

A rede de rosquinhas Dunkin’ Donuts ficou mundialmente famosa levando o aroma que é sua assinatura para além do PDV. Nos ônibus de Seul, na Coreia do Sul, a empresa instalou aromatizares que liberam o cheiro de donuts recém-saídos do forno. Resultado: as vendas aumentaram 29%.

Bolar uma trilha sonora especial
O som ambiente é um ótimo aliado na experiência de loja. Escolher músicas que evoquem estados de espírito positivos, como relaxamento ou alegria, geralmente impacta o consumidor. 

Um caso de sucesso é a empresa de cosméticos Mahogany, que reinventou o ambiente de loja introduzindo o conceito de music branding. A empresa reproduz, em seus pontos de venda, uma programação musical desenvolvida especialmente alinhada aos valores da marca.

Ofereça conforto
Apostar em um ambiente confortável, onde as pessoas se sintam bem, é fundamental. Isso exige atenção a aspectos como climatização adequada e provadores espaçosos. 
Mas o tato também pode estar a serviço de novas experiências. No espaço-conceito da marca de pneus Pirelli, em Milão, a estrela é a própria matéria-prima da empresa. Carpetes e outros elementos feitos em borracha constroem um caminho multissensorial para o visitante mergulhar no universo da marca.

A conquista pelo estômago
Tudo que se oferece em uma loja comunica, de uma forma ou de outra, sobre a identidade da marca. Por isso, um simples café ou biscouto que está à disposição do cliente deve ser escolhido a dedo. Ou seja: nada de oferecer algo que esteja fora do padrão de qualidade que se quer imprimir.

Criar momentos de confraternização, que agradam ao paladar, também é uma ótima estratégia para chamar público à loja. O consagrado modelo de coquetel de lançamento pode ser reinventado, ganhando novas versões – são os casos dos brunchs ou dos encontros com queijos e vinhos.

Rua Voluntários da Pátria, 2822 - 3° Andar
Bairro Floresta Porto Alegre - RS
CEP 90.230-010
Horário de atendimento: das 8h às 17h45.

Dallasanta Empreendimentos Imobiliários
Copyright © 2019
Todos os direitos reservados.


Banco de Dados: Locação On - Venda On